laudo-de-reforma

Laudo de Engenharia Em Curitiba

A norma ABNT NBR 16.280 estabelece que toda reforma em apartamento seja analisada por um profissional habilitado e que um laudo de reforma do apartamento seja apresentado aos responsáveis do condomínio junto com a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) no caso de um engenheiro ou RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) no caso de um arquiteto.

Este procedimento surgiu em função de diversos problemas ocorridos durante execuções de reformas em apartamentos. A norma tem como objetivo garantir que a reforma não impacte na segurança e estrutura do imóvel, proporcionando assim conforto e tranquilidade ao proprietário.

ESCLARECENDO DÚVIDAS

1-O que é ART e RRT?

ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) é um documento fornecido pelo engenheiro por meio do CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura) já a RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) é um documento fornecido pelo arquiteto por meio da CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo) ambos tem a mesma finalidade e no caso de fornecidas para atender a norma 16280 as duas tem validade.

2 – O que é o laudo de Reforma?

Laudo técnico de Reforma é um documento elaborado em forma de relatório, onde se demostra e explica o que será realizado e como será, e o mais importante, atesta que a reforma não afetará a integridade do sistema estrutural e de conforto do imóvel, garantindo assim segurança ao morador e a seus vizinhos.Na maioria dos casos são elaborados “desenhos” mostrando quais serão as alterações, como por exemplo uma mudança de layout de ambientes, indicação dos locais onde serão alterado os revestimentos e assim por diante.

3 – Todas as alterações em uma reforma precisam destes documentos?

A norma não especifica caso a caso quais são os itens que precisam ser analisados, no entanto cabe o uso do bom senso, podemos dizer que basicamente todas as alterações precisam ser analisadas por mais simples que sejam.Em alguns casos mesmo parecendo óbvio que as mudanças não causarão risco o síndico precisa saber exatamente o que está sendo executado no apartamento, bem como saber o fluxo de funcionários, o cronograma previsto e a forma que serão descartados os entulhos, ou seja, estes documentos vão além de somente analisar se uma reforma pode ser realizada ou não eles trazem tranquilidade ao condomínio no sentido de informar como será realizado cada etapa da reforma e que isso está sendo feito de forma coordenada e organizada e com o aval de um responsável técnico.

Saiba Mais sobre a ABNT NBR16.280

No dia 18 de abril de 2014, entrou em vigor a NBR 16280:2014 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).
A referida NBR, tem como objetivo regulamentar e ordenar todos os tipos de reformas em edificações, seja nas unidades individuais ou até mesmo nas áreas comuns, determinando procedimentos mais rígidos em todas as fases de execução.
De acordo com a NBR 16.280, qualquer tipo de reforma no imóvel que possa comprometer a estrutura e consequentemente a segurança da edificação, ou até mesmo das edificações vizinhas, terá que ser submetido a uma análise técnica.

Esta norma estabelece os requisitos para os sistemas de gestão e segurança, fornecendo os meios para se constatar a perda de desempenho em função de alguma alteração no sistema original da edificação, bem como o impacto que poderá ocasionar a unidades ou imóveis vizinhos.

A nova norma, visa inibir que várias obras sejam efetuadas sem critério, inclusive por profissionais leigos garantindo assim, a segurança dos moradores de condomínios residenciais e comerciais.

Apesar de ainda pouco difundida, e burocratizar qualquer tipo de reforma nos edifícios, a Norma, é uma grande aliada no combate às reformas irregulares, sendo recebida com muitos bons olhos, pois na verdade busca uma maior segurança, evitando vários desastres, como por exemplo os desabamentos ocorridos em edifícios nos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo, que estavam com reformas irregulares.

 



Comentários

comments

Posted in ART engenharia, Construção, Engenharia Civil and tagged , , , .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *